6 de dez de 2017

AS CORES


As Cores da Criação?
por Owen K Waters

Existem escolas de pensamento que acreditam que a Luz e a escuridão são opostas, e que uma batalha entre as duas faz parte da forma como o Universo foi criado.

As mesmas pessoas também tendem a acreditar que, enquanto o espírito está repleto de Luz, toda a matéria - e isso inclui nossos corpos físicos - está cheia de escuridão e, portanto, é imperfeita.

Tudo parece um pouco como a ideia promovida pelos ensinamentos da igreja da era medieval - que somos pecadores inúteis, defeituosos e doentes, que precisam se submeter a algum cara em um púlpito se quisermos ter uma chance de colocar as coisas corretamente.

A escuridão e a Luz não são opostas. A Luz brilhante do Sol é Luz brilhante. A sombra é Luz menos brilhante. Ambos são graus da Luz, não opostos.

Os mesmos equívocos aparecem em outras tradições. Yin e Yang foram retratados de maneiras que já não são vistas como válidas na era de pensamento científico de hoje. Yang foi retratado como o lado ensolarado de uma montanha ou um rio, enquanto Yin é o lado sombreado. Novamente, estas são apenas diferenças no grau da Luz.

Yin e Yang não são frios ou quentes, pois essas condições são apenas graus da mesma energia – o calor. Eles nem sequer são positivos e negativos, pois isso implicaria que eles são polos diferentes da mesma energia. Uma coisa que três séculos de ciência nos deu, foi a capacidade de ver as coisas através de uma melhor definição. Hoje, até entendemos que o calor e a Luz são expressões da mesma energia eletromagnética, mas em diferentes frequências de expressão.

Para entender a verdadeira natureza de Yin e Yang, você deve perceber que eles são realmente energias diferentes. Ambos são expressões da energia do Criador. Sem qualquer uma delas, O Universo não poderia existir.


Talvez os melhores exemplos das energias Yin e Yang sejam o magnetismo e eletricidade. O magnetismo atrai objetos, enquanto que a eletricidade tem o potencial de fazer isso funcionar. Quando combinados e colocados em movimento, essas energias produzem a Luz física - uma expressão da energia eletromagnética.

A energia Yang é a energia da expansão. Sai para fora, como se fosse explorar O Universo.

A energia Yin é a energia do equilíbrio e da harmonia. Ele contrabalanceia o potencial da energia Yang para transformá-la em uma forma utilizável como Luz.

A Luz é energia em movimento.

A Luz física que vemos, é apenas uma manifestação da energia que atravessa os reinos da existência, alimentando todas as formas de vida. A Luz se manifesta em todos os níveis - como a Luz física, como energia étérica, como energia mental e como outras formas essenciais de energia.

Se Yin e Yang não são realmente escuridão e Luz, então, talvez, as cores do símbolo Yin e Yang não sejam o preto e o branco. Poderíamos até ser criativos! Hoje em dia, temos cores para usar na retratação de tais conceitos.

Por exemplo, e as cores dos chakras humanos primários? Vamos tomar os chakras de preocupação imediata para os seres humanos - o plexo solar, o coração e o chakra da garganta.

O azul é a cor do chakra da garganta, e sua ressonância natural com a alma e sua conexão espiritual ilimitada. Azul e espiritualidade - que combinação perfeita.

O verde é a cor do chakra do coração, e seu objetivo principal é trazer harmonia para a consciência humana. Verde e harmonia - que combinação perfeita.

O amarelo é a cor do chakra do plexo solar e tem seu foco sobre o empoderamento, o pensamento racional, e não a superstição e o medo de eras passadas. Amarelo, a cor da Luz do sol e a energia habilitada - que combinação perfeita.

Acima de tudo, na nossa jornada de volta à conexão consciente com nossas almas e o Divino, lembremos que somos merecedores de toda a Luz que o Criador nos envia em todos os minutos de cada dia.

Owen Waters


Fonte: Spiritual Dynamics
http://spiritualdynamics.net/


Traduzido por Adriano Pereira
blogluzevida@gmail.com

x

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS