16 de set de 2017

Quimioterapia: ALERTA!

Cientistas Alertam: Tratamento Com Quimioterapia Faz Surgir Tumores Agressivos e Espalha o Câncer

Nos meus trinta e poucos anos, perdi minha mãe para uma forma de câncer rara, mas mortal, que estava crescendo em torno do seu duto biliar. Dezesseis anos depois, meu pai também morreu de câncer. Tão horrível quanto a doença pode ser, lembro-me de pensar durante a doença de minha mãe que o tratamento foi pior do que o câncer, além de não curá-la. Ver minha mãe sofrer com a quimioterapia e o efeito que teve sobre o seu bem-estar físico, mental e espiritual, tanto a minha irmã quanto eu seriamente questionados pela primeira vez, se escolheríamos esse tratamento se tivéssemos diagnosticado algum tipo de câncer. Até o presente dia, a minha resposta ainda é um sonoro NÃO.

Ao longo dos anos, testemunhei que aqueles que estão perto de mim sofrem através da quimioterapia e os subsequentes efeitos que afetam sua alma. Uma e outra vez, eu questionei, ouvi e sugeri alternativas à medida que a família e os amigos enfrentavam a verdadeira realidade de um diagnóstico de câncer. Mas cada um escolheu o bem desgastado caminho da quimioterapia. Cada um morreu dentro de um ano e meio, muitos mais cedo ainda.
Infelizmente, inúmeros outros têm histórias semelhantes, como esse comentário publicado em um recente artigo no Telegraph:
“Depois que minha mãe foi diagnosticada com câncer de pulmão, eu me tornei sua cuidadora e ela escolheu tentar a quimioterapia. Até hoje, eu realmente acredito que a quimioterapia acelerou sua morte. Dentro de um mês, seu corpo começou a ceder a ela, ela não conseguiu mais subir as escadas para chegar ao quarto dela. Um mês depois, ela estava em coma, três dias depois, ela deu seu último suspiro. A quimioterapia ajudou a destruir seu corpo e matou todas as células boas dela, junto com as células ruins”.

Os tratamentos de câncer aumentam profundamente as taxas de mortalidade, em vez das taxas de sobrevivência (um caso em questão: minha mãe morreu por uma infecção em torno do tubo usado para administrar a quimioterapia, e não o câncer em si), o recente título sobre como a quimioterapia espalha câncer e incentiva mais tumores agressivos, só confirma o que muitos de nós no campo da saúde e bem-estar alternativo suspeitamos há décadas.

Quimioterapia: O Mal Está Nos Detalhes

A quimioterapia pré-operatória, também conhecida como quimioterapia neoadjuvante, é um protocolo de tratamento padrão administrado antes da cirurgia na esperança de encolher tumores até o ponto em que a cirurgia de acompanhamento não será tão invasiva (um exemplo é onde uma lumpectomia pode ser usada, em vez de uma mastectomia completa). Mas um novo estudo na revista Science Translational Medicinedescobriu que esta prática pode realmente adicionar combustível ao fogo e promover a propagação do câncer para outras regiões do corpo, aumentando significativamente o risco de morrer da doença.
“Chamados de microambientes tumorais de metástases, estas rampas de acesso são locais nos vasos sanguíneos nos quais as células imunológicas especiais se reúnem. Se as células imunológicas se reúnem em uma célula tumoral, elas a levam a um vaso sanguíneo como um passageiro pegando elevador. Como os vasos sanguíneos são as rodovias para os órgãos distantes, o resultado é a metástase ou a disseminação do câncer em locais distantes”. [Fonte]

No estudo, os camundongos com câncer de mama que receberam quimioterapia apresentaram o dobro do número de células cancerígenas nos pulmões e na corrente sanguínea, em comparação com os camundongos que não receberam o tratamento. Além disso, cientistas descobriram que a quimioterapia tornou os vasos sanguíneos mais permeáveis às células cancerígenas. As células imunológicas que transportam células cancerosas também aumentaram.
A conclusão é que a quimioterapia promove a propagação do câncer em seres humanos também. Em vinte pacientes que receberam medicamentos de quimioterapia, descobriu-se que os microambientes de tumores tornaram-se cada vez mais favoráveis para metástases de câncer. De acordo com The Telegraph:
“A medicação tóxica altera o mecanismo de recuperação no corpo, que passa então a permitir que os tumores cresçam de forma mais forte. Também aumenta o número de “portas” nos vasos sanguíneos facilitando para o câncer se espalhar por todo o corpo”.

O pesquisador principal do estudo em animais, Dr. George Karagiannis, da Faculdade de Medicina Albert Einstein da University de Yeshiva, Nova York, acredita que os resultados serão um componente importante de como criar tratamentos de quimioterapia mais seguros no futuro.
“Uma abordagem seria retirar uma pequena quantidade de tecido tumoral após algumas doses de quimioterapia pré-operatória”, disse ele. “Se observarmos que os escores dos marcadores aumentaram, recomendamos interromper a quimioterapia e fazer a cirurgia primeiro, seguida da quimioterapia pós-operatória. Atualmente, estamos planejando testes mais amplos para resolver o problema.
“Neste estudo, apenas investigamos a disseminação de células cancerígenas induzidas por quimioterapia no câncer de mama. Atualmente estamos trabalhando em outros tipos de câncer para ver se efeitos similares também acontecem”.

Como o Dr. Mercola ressalta, esta não é a primeira vez que os pesquisadores demonstram que a quimioterapia causa câncer. Em 2012, os cientistas comprovaram que a quimioterapia para tratamento do câncer de próstata prejudica o ADN das células saudáveis e faz com que elas produzam mais uma proteína chamada WNT16B, que aumenta o crescimento do tumor e pode fazer com que as células cancerosas desenvolvam resistência ao tratamento.
“O WNT16B, quando produzido, interage com as células tumorais próximas fazendo com que elas cresçam, invadam e principalmente, resistam a terapias de tratamento”, disse o coautor do estudo Dr. Peter Nelson, do Fred Hutchinson Cancer Research Center. [fonte]

Incrível já ser conhecido desde 2004 que a quimioterapia proporciona uma contribuição insignificante para a sobrevivência ao câncer, com uma taxa de sobrevivência de cinco anos na Austrália e 2,1% nos EUA. (Veja também: A verdade sobre quimioterapia – História, efeitos e alternativas naturais).
Considerando a baixa eficácia da quimioterapia e alto risco de disseminação do câncer e tumores mais resistentes causados pelo seu uso, podemos finalmente ficar melhor seguindo a indicação deste leitor do Telegraph:
“Fui diagnosticado com câncer de garganta em fevereiro de 2017 e tive uma cirurgia em março. Eu recusei o tratamento de quimioterapia e radiação porque eu assisti meu melhor amigo e meu primo morrerem lenta e miserávelmente ao usarem quimioterapia. A American Cancer Society denomina “drogas de quimioterapia” como agentes cancerígenos conhecidos. Não, obrigado, prefiro tentar métodos alternativos.

Para obter informações sobre alternativas naturais e não tóxicas a quimioterapia, acesse esta página e/ou visite a página de pesquisas sobre o câncer do Wake Up World.
Origem: wakeup-world
OBS: Com o objetivo de facilitar a leitura alguns dos links estão acionando a tradução do google, caso alguém deseja ver o texto original é só clicar no botão “original”.
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível ☼

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS